Prefeitura do Rio vai monitorar pacientes com quadros gripais

0
52

A prefeitura do Rio de Janeiro além de monitorar o número de casos de covid-19, óbitos pela doença e a ocupação dos leitos no sistema de saúde, vai acompanhar a evolução de pacientes com quadros gripais.

Esse dado será usado para auxiliar na definição dos critérios para a reabertura gradual da economia, já que não há na cidade a capacidade de testagem em massa da população para verificar a evolução do contágio pelo novo coronavírus, estratégia adotada por países asiáticos e europeus que conseguiram controlar a pandemia, como Coreia do Sul e Alemanha.

A informação é da secretária Municipal de Saúde, Beatriz Busch, em entrevista na manhã de hoje (24). Segundo ela, a rede de atenção primária vai notificar os casos de pacientes com quadros gripais que forem atendidos e as equipes médicas das unidades farão o acompanhamento de perto, além de fazer tomografia, exame que pode identificar sinais de infecção.

A secretária afirmou que o número de casos de covid-19 não é um bom parâmetro de acompanhamento para a reabertura, já que a maior disponibilidade de testes feitos de forma particular aumentou as notificações da doença na cidade.

“Quanto mais examinar, quanto mais testes positivos, maior o número de casos confirmados. Mas esse não é um dado preciso para o nosso acompanhamento, de acordo com o plano da prefeitura para retomada das atividades. Nós acompanhamos a capacidade da cidade para atendimento na rede hospitalar, óbitos e as notificações de casos gripais”.

Segundo o painel da prefeitura, atualizado na noite de ontem, a cidade acumula 52.325 casos de covid-19 e 6 mil mortos, com a curva do número de óbitos registrados por dia caindo desde a primeira semana de maio.

O plano de reabertura da cidade começou no dia 1º de junho e a taxa de contágio do novo coronavírus voltou a aumentar na semana passada, depois de ter caído no início do mês.

Fonte: Agencia Brasil
http://agenciabrasil.ebc.com.br