Unifesp recebe propostas para mapa da desigualdade do coronavírus

0
94

 

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) recebe até a próxima quinta-feira (2) projetos técnico-científicos que se proponham a avaliar se a pandemia do novo coronavírus aprofunda a desigualdade social na periferia da região metropolitana de São Paulo. A iniciativa foi lançada esta semana, em parceria com a Fundação Tide Setubal, organização não governamental de promoção de justiça social. 

Conforme detalham as instituições em edital, apenas uma proposta será escolhida e contará com financiamento de R$ 160 mil. Poderão concorrer somente projetos que tenham como coordenador um docente efetivo da Unifesp. O prazo para desenvolvimento da pesquisa é de oito meses, mas há exigência de apresentação bimestral de resultados parciais.

Para medir o impacto nas comunidades socialmente mais vulneráveis, os pesquisadores deverão fazer um comparativo com o que observam de desdobramentos nesses locais, com territórios de diferentes perfis socioeconômicos. Os trabalhos vão partir de recortes temáticos, como restrição à mobilidade, perda de renda e aumento da pobreza.

Além do monitoramento e da análise crítica dos resultados, será solicitado dos participantes que façam recomendações de políticas direcionadas ao Poder Público, sociedade civil e empresariado. O propósito é que essas políticas visem à mitigação das desigualdades e a ampliação do sistema no momento atual e para novos surtos e pandemias similares.

As propostas deverão ser encaminhadas à Unifesp, exclusivamente pelo e-mail editalcovid19@unifesp.br. O edital de seleção pode ser lido, na íntegra, no link disponibilizado pela instituição.

Fonte: Agencia Brasil
http://agenciabrasil.ebc.com.br